"Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então, você encontra uma pessoa, e a sua vida muda. Para sempre."
(Love & Other Drugs)

PROCURAR CAPÍTULO

quinta-feira, 28 de março de 2013

Capítulo 24: Você não quer que eu vá embora?



Capítulo Anterior:
Ela estava de costas para mim novamente, estava colocando as bolachas em uma tigela. Ela se virou e ficou me olhando. Meus olhares começaram a percorrer todo seu corpo.



Joe On
Pés, canelas, coxas, quadril, bunda, barriga e seios. Meus olhos pararam nos seios. Mas não porque eu sou algum tipo de pervertido e sim, porque havia uma tatuagem ali. E isso me chamou muito atenção. Chamou mais ainda minha atenção, porque o começo da tatuagem era “Al.”
- Demi: Você vai ficar me olhando muito? – Perguntou vitoriosa e erguendo uma das sobrancelhas.
Caminhei até a ela, ficando ao seu lado e apoiando meus braços no balcão.
- Joe: Não sabia que você tinha uma tatuagem... – Falei curioso. Ela olhou para a região do seios, depois olhou meio sem graça pra mim. Acho que estou descobrindo os pontos fracos de Demetria Lovato.
- Demi: É o nome do meu irmão. – Falou, desviando o olhar. – Ele morreu. As fotos do garoto, que estavam no meu quarto, eram as fotos deles. – Falou, voltando seu olhar para mim. Depois ela deu um sorriso fraco e de lado.
Me senti um completo idiota! Lembro-me que, a última vez que vim aqui – que faz bastante tempo – eu entrei no quarto dela e falei um monte de besteiras. Tirei conclusões precipitadas. Escutar ela dizer isso do irmão, foi como receber um soco no estomago, um soco muito forte. Parabéns Joseph, você é um completo babaca.
- Joe: Como ele mo... – Ela me interrompeu.
- Demi: Por que você está aqui? – Mudou de assunto. Ela não queria falar disso. Ergui uma sobrancelha, como se não tivesse entendido a pergunta. Ela revirou os olhos. – Digo aqui na cozinha. – Explicou.
- Joe: Eu estava indo embora, mas escutei você cantando e vim aqui. – Falei e dei um sorriso de lado.
- Demi: Você e sua curiosidade enorme. Um dia isso ainda vai te encrencar. Mas por que está indo embora? – Perguntou.
- Joe: Ah, galera tá de implicância comigo...
- Demi: Por que? – Perguntou, erguendo uma sobrancelha.
- Joe: Porque são chatos. Até parece que você não sabe como eles são. Bem, já vou! – Falei, caminhando até a saída da cozinha. Senti mãos macias, envolverem um meu pulso.
- Demi: Espera! – Pediu. Olhei para trás, e vi que Demi me segurava. Ela não quer que eu vá embora? É isso mesmo, que eu to entendo?
- Joe: Você não quer que eu vá embora? – Perguntei provocativo, me aproximei mais dela. Nossos corpos estavam quase colados. Era possível eu sentir sua respiração. Seu perfume natural viciante, invadindo minhas narinas.
Joe Of
 Demi On
O que estava acontecendo? Por que eu pedi para que Joe esperasse? Por que eu simplesmente não o deixei ir embora? Uma parte de mim, queria que ele ficasse e outra parte de mim, queria que fosse embora imediatamente. Mas a parte que queria que ele ficasse, era muito maior. Era a parte que me dominava. Mas por que isso? Eu o odeio, certo? Certo? Aquela situação estava bem estranha. Eu não sabia o que responder para ele. Me pedir completamente na voz firme e segura dele, nos olhos brilhantes e encantadores, sem falar no seu corpo, no seu peitoral que estava bem no meu rosto. Seu perfume era tão...tão...tão gostoso. Não, Demetria, não! Você já deu abertura demais pra esse garoto! Já ficou envergonhada, já falou sobre a tatuagem e sobre seu irmão.
- Demi: É...é... – gaguejei. Ótima hora isso hein.
- Joe: É..?
- Demi: Queira que você me ajudasse a levar essas coisas pra lá, por isso pedi pra esperar. – Falei, tentando disfarçar o nervosismo que me consumia. Essa foi a melhor desculpa, que eu consegui dar naquele momento.
- Miley: Ei Demi, por que você tá demo... – Miley entrou na cozinha, parando de falar assim que viu eu e Joe, tão próximos um do outro. Deu aquela risadinha maliciosa, que eu tanto odeio. – Opa! Não sabia que vocês estavam ocupados.
- Demi: Não é nada disso! – Falei, revirando os olhos e me afastando de Joe. - Já que você está aqui Miley, me ajude a levar essas coisas. – Falei, entregando o pote de salgados.
- Miley: Tá bom, mas vou levar só isso. O Joe te ajuda a levar o resto, eu sabia que ele não ia embora mesmo. – Falou, rindo e saindo da cozinha.
Quando eu ia a chamar novamente, Joe me chamou. Que merda! Por que diabos esse garoto ainda estava aqui? Por que ele não foi embora de uma vez? Por que ele teve que me ouvir cantar? A vida está sendo totalmente injusta comigo! Fazendo eu me sentir insegura, diante alguém que eu acredito que, ainda odeio.
- Joe: O que você quer que eu leve? – Perguntou, próximo ao meu lado ouvido. Senti um arrepio correr por todo meu corpo, ao sentir seu hálito quente em meu ouvido.
Me virei rapidamente e fiquei o encarando, tentando parecer irritada, brava ou algo do tipo. Mas acho que não deu certo, pois ele soltou uma risadinha desprezível e ao mesmo tempo vitoriosa.
- Demi: Não quero ajuda em nada! Você não disse que ia embora? Então vai! – Falei seca.
- Joe: E você não disse que precisava de ajuda? Então, eu vou te ajudar! – Falou, pegando um dos potes.
- Demi: Acho que agora eu não preciso mais da sua ajuda! – Falei seca. Não queria e não podia me aproximar de Joe. Isso era tudo o que eu menos queria.
- Joe: Por que tudo com você tem que ser assim? – Perguntou, se virando e olhando para mim.
- Demi: Assim como? – Perguntei, sem entender.
- Joe: Difícil! – Falou, desviando o olhar.
- Demi: Porque eu sou difícil! A minha vida nunca foi fácil. Por que agora seria diferente? – Perguntei seca.
- Joe: Não sei, nunca te conheci antes daqui. Você quer ou não minha ajuda? – Insistiu. Realmente, eu queria dizer “Sim Joe, eu quero sua ajuda e não quero que você vá embora.” Mas meu orgulho sempre me atrapalhava.
-  Demi: Não! – Falei seca.
- Joe: Ótimo! Então, eu vou embora! – Falou seco e saindo da cozinha.
Fiquei na cozinha, parada, esperando que ele fosse embora. Não queria correr o risco, de ir até a sala e acabar o impedindo de ir. Realmente, eu queria que ele fosse embora. Só tive a certeza que ele havia ido, quando escutei o som da porta da sala batendo, informando-me que Joe de fato, havia ido embora. Fiquei calma naquele instante. Agradecendo mentalmente, por não ter ido atrás dele.
As 17:30, todos já haviam ido embora. Mas antes disso, eles me ajudaram a limpar tudo e depois foram embora, se despedindo de mim e dizendo “Nós vemos amanhã, Demi.” Novamente eu estava sozinha em casa e estava agradecendo por isso. Precisa pensar, precisava escrever. Caminhei até meu quarto, chegando lá, fui até meu closet e peguei roupas confortáveis, um shorts de moletom e uma blusa de Alex, depois peguei minhas roupas intimas e toalha. Entrei no banheiro, ligando a banheira e esperando que ela enchesse, depois entrei e ali fiquei pensando. Queria entender porquê, eu estava tão confusa em relação ao Joe. Não era possível, que depois de tanto tempo e eu e ele, nos tornássemos amigos. Era impossível de acreditar. Nós nos brigávamos muito, sem falar que somos completamente diferentes um do outro. A única certeza que eu tinha, é que meus sentimentos em relação a ele, estavam confusos. Confusos demais. Terminei meu banho e já sai vestida do banheiro. Peguei meu maço de cigarro, isqueiro, diário e caneta, e fui até a varando do meu quarto. Sentei-me na cadeira que havia ali, acendi meu cigarro, coloquei o mesmo na boca e em seguida comecei a escrever.
“Estou confusa Alex, confusa demais para entender tudo o que se passa. O rapaz que eu achava que tanta odiava, hoje me causa outras sensações, outros sentimentos. Será possível que aquela história clichê de ‘Os opostos se atraem’,  seja realmente verdade? Estou torcendo para que seja apenas uma historinha ridícula. Meus sentimentos por Joe, não são mais de ódio, raiva ou desprezo. Meus sentimentos por ele, são outros. E eu não consigo decifrar, quais são esses outros sentimentos. Isso realmente está me preocupando. Porque quando você odeia alguém, tudo bem. Afinal você sabe que a odeia, sabe que não vai sentir nada além de ódio por ela. Mas quando você não sabe o que sente por esse pessoa, você se sente desesperado. Porque você sabe que essa pessoa te causa novas sensações, novos sentimentos. Sensações novas, sentimentos novos, que nem  mesmo você consegue explicar. Hoje mais do que nunca, eu NECESSITO saber o que estou sentindo por Joe. Só assim, ficarei tranquila, só assim saberei o que fazer. Já faz a algum tempo, que eu estou notando, que eu e Joe estamos diferentes um com o outro. Mas depois de hoje, eu realmente preciso saber o que se passa dentro do meu,meu...Meu coração. Acho tão engraçado, que para tantas coisas, eu sei exatamente o que sinto, o que quero e tenho total certeza. Agora quando se trata de alguém especifico, alguém que afete meu coração, eu não sei o que faço e isso me assusta, isso me preocupa... Seja o que for Alex, torça para que eu consiga fazer tudo certo. 10/03/13”
Demi Of
Autora On
Demi terminou de fumar seu cigarro, depois voltou ao banheiro, onde escovou os dentes e em seguida voltou ao seu quarto, se jogando em sua cama. Ela estava cansada, passar a tarde com os amigo, era bom. O que não é bom, é ficar pensando em alguém que você diz odiar e era exatamente isso que estava acontecendo com Demi e com Joe. Não que Joe odiasse Demi, ele com certeza não a odiava. Ele também estava bastante confuso, até mais que ela. Afinal, Joe já havia sofrido por amor e ele metia, se apaixonar novamente e sofrer mais uma vez. Ele queria tentar se afastar dela, mas algo o puxava pra perto dela, algo que era mais forte que ele, algo que o fazia sentir medo, fazia se sentir assustado Ambos estavam confusos sobre seus sentimentos, em relação um ao outro.
-------X---------
Mais uma vez, estou postando 2 caps, para recompensar a paciência de vocês comigo. Espero que vocês gostem tanto do cap 23, como do 24... 4 comentários aqui, para eu postar o cap 25!!!!

6 comentários:

  1. Q CAP FOI ESSE!!!???
    o melhor de todos (se bem q cada cap vai um superando o outro, acho q vc tem o pirimpimpim da perfeiçao) cara, nao consigo ficar mais sem sua fic... isso ja é um fato registrado.
    se eles gostam um do outro é só dizer demi eu gosto de vc e joe eu gosto d vc, mas eles complicam e ficam discutindo e isso me faz ficar ainda mais apaixonada por essa fic, pq eu adoro casais complicados... porem joe ja ta domando a fera, sinto q eles até tao sendo amigaveis um com outro hehe...
    ou eu to flando demais ou sou vidente, mas sinto q nessa festinha do logan vai acontecer alguma surpresinha, seiii lá.
    enfiiiim...... hj flei poko, mas tudo continua perfeitaço bjooos e posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 a comentar... yeahhhhhhhh
      feliz sim ou claro? COM CERTEZA
      eu sou assim, fico radiante pq fui a primeira a comentar.....
      ops... agr fui a segunda tbm...(eu axo)
      êêêêê se o hospicil perguntar por mim, fla q nao sabe de nada...
      bjos amo sua fic
      tchau!!!

      Excluir
  2. Sua fic ja viro vicio

    ResponderExcluir
  3. Sua fic é perfeitaaaaa!!!! MEU DEUS
    Acho q to viciada desde o 1 cap <3
    obr pelos 2 cap e posta logoo =)
    bjooo

    ResponderExcluir
  4. fic perfeitaaaaaaaaa

    ResponderExcluir