"Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então, você encontra uma pessoa, e a sua vida muda. Para sempre."
(Love & Other Drugs)

PROCURAR CAPÍTULO

domingo, 14 de julho de 2013

Capítulo 63: E eu vou estar com você!


Capítulo Anterior:
Mas essa história de ter medo de Nick ter medo de relacionamentos sérios, por causa dos pais é bastante tensa. Talvez se Nick estivesse realmente com Miley, como namorado, talvez eles estivessem melhores e ele pudesse ver como isso é bom e como isso pode ajudar muito...



Demi’s POV
               Não demorou muito e sinal soou, dando fim ao recreio e de má vontade
nós voltamos para a sala. Joe e eu estávamos abraçados e trocávamos alguns carinhos. Eu não gostava muito de demonstrações de afeto públicas, ainda mais naquela escola, onde o povo adorava falar da vida dos outros. Principalmente, quando esses “outros” era o capitão do time de futebol. Joe sabia disso, mas ao contrário de mim, ele estava pouco se fodendo para aquela gente fofoqueira, então ás vezes eu acabava cedendo a alguns carinhos. Admito, que achava aquilo muito fofo!
Chegamos á sala e nos sentamos em nossos devidos lugares. A penúltima aula era biologia – minha matéria favorita. A professora explicava sobre o Reino Protista, e eu tentava prestar atenção na aula, mas era realmente difícil, quando um certo namorado, ficava me olhando fascinadamente e dando sorrisos de tirar o fôlego. É, era bem difícil de prestar atenção. E ele ainda fazia isso de propósito. A aula se passou rapidamente e quando a professora não estava mais na sala, Joe levantou-se da carteira e veio até a minha. Pedindo espaço para se sentar ao meu lado, na mesma cadeira e eu lhe dei.
- Demi: Você podia me deixar prestar atenção na aula de biologia, não é? – Perguntei, enquanto fazia carinho na sua nuca.
- Joe: Eu até poderia, mas eu não queria e como a professora nem percebeu, eu continuei. Você se faz de difícil, mas tava o tempo todo prestando atenção em mim que eu sei. – Falou convencido. Eu ri.
- Demi: Você olhou a aula inteira para mim, seria difícil não prestar atenção em você! – Falei óbvia. Ele riu. – Você é irresistível! – Falei sorrindo.
- Joe: Eu sei! – Falou convencido. Revirei os olhos. Ele aproximou seu rosto do meu. Depositou um selinho demorado nos meus lábios e em seguida puxou meu lábio inferior.
- Profª Ellen: Srta. Lovato e Sr. Jonas, acho que aqui é uma escola e como sendo uma escola, não é permitido comportamentos desse tipo. – Falou sério, nos olhando.
Joe se afastou rapidamente de mim, levantou-se e caminhou de volta ao seu lugar.
- Demi: Foi mal, professora. Não acontecer de novo, prometo. – Falei envergonha. Senti minhas bochechas queimarem. Olhei para Joe e ele ria. Do que aquele desgraçado esta rindo?
- Profª Ellen: Espero mesmo... Bem, turma hoje vamos tirar todas as dúvidas, porque a próxima aula é prova! – Falou “animada”.
A última aula era de geografia, eu não era nenhum pouco fã dessa matéria, ainda mais com essa professora explicando. A professora Ellen era legal, mas explicava de um jeito e na hora da prova era outra coisa, minha nota com ela era mediana. O assunto da nossa maldita prova seria sobre os climas do Brasil. Uma bosta! Ela ficou falando, falando e falando, e eu prestando atenção na aula. Joe fazia a mesma coisa, afinal não era nada fácil esse assunto.
Quanto o sinal soou, dando fim a aula, comecei a arrumar meu material. Olhei para o lado e vi Miley acordando Travis. O vadio tinha dormido a aula toda.
              Já estávamos todos no estacionamento da escola, estávamos conversando sobre
o conteúdo da prova e depois conversamos um pouco sobre o jogo de Joe e Logan. Logo já tinham todos ido embora. Travis não foi embora comigo e com Joe, fiquei meio chateada, mas se ele preferiu assim tudo bem. Não vou obriga-lo a entrar no carro de Joe. Ele disse que agora que eu e Joe estamos namorando, precisamos de espaço. Sempre há espaço para os amigos, idiota!
Joe dirigia tranquilo e cantarolando uma música que eu não sabia qual era, mas eu gostava de escutar sua voz.
- Joe: Que tal você jantar lá em casa sexta-feira? Você já aproveita e dorme lá. – Falou animado, me olhando.
- Demi: Claro! Adoraria conhecer seus pais... Principalmente sua mãe, que foi um amor quando eu fui lá. – Falei sorrindo.
- Joe: Não sei se meu pai vai estar lá... – Falou desanimado.
- Demi: Está tudo bem com seus pais, Joe?  - Perguntei preocupada.
- Joe: Bem, meu pai tinha saído de casa e quando voltou, voltou feliz. Feliz demais, até! E não deu um dia e ele estava brigando novamente com a minha mãe. Então, ele saiu novamente de casa!
- Demi: Olha Joe, eu não sou a melhor pessoa para te dizer coisas agradáveis sobre pais. Você sabe a minha situação. – Falei e sorri sem graça. – Mas eu acho que se seus pais realmente se amam, as coisas vão dar certo. Eles tem que saber sentar e conversar, as coisas vão dar certo... – Falei, enquanto fazia carinho na sua nuca.
- Joe: Não Demi! – Falou e fechou os olhos, por pelo menos 2 segundos. – As coisas não vão dar certo e eu tenho que ser realista. A verdade é que, o casamento dos meus pais já acabou. Talvez, a minha mãe, ame tanto o meu pai que não queria admitir isso par si mesmo. Ele esta casado com o trabalho dele, não com a minha mãe. Ele fica brigando com ela, por coisas bobas e isso é realmente irritante. Ela fica sofrendo, eu não gosto de vê-la assim e Nick, bem, Nick fica fugindo. Parece que ele não quer ver a verdade. Mas eu tenho que estar forte por eles! – Falou calmo, porém angustiado.
- Demi: E eu vou estar com você! – Falei confiante.
- Joe: Eu sei... E isso melhora muito as coisas. – Ele sorriu em agradecimento.
       Quando Joe havia chego em minha casa, me despedi dele com o um beijo demorado
e depois sai do carro. Ele ficou me olhando pela janela, que estava com o vidro abaixado e sorrindo. Entrei, passando pelo hall e dando “oi” aos vizinhos que estavam ali e logo entrei no elevador. Saí e caminhei em direção ao apartamento. Coloquei a chave na porta e abri, entrei e fechei a porta que estava atrás de mim, trancando-a com a chave.
Passei direito pela cozinha, sentindo um cheiro delicioso invadir minhas narinas, sem nenhuma permissão. Subi a escada e caminhei até meu quarto. Entrei em meu quarto, joguei a mochila em qualquer canto e fui direto ao closet, onde peguei roupas mais confortáveis e depois fui tomar um banho rápido, só para me esquentar. Vesti uma calça moletom preta, uma blusa branca de mangas compridas e calcei meu par de pantufas colorida, que era extramente quente. Deixei o cabelo solto. Desci e caminhei em direção á cozinha, onde vi Carmem colocando os pratos na mesa. Só agora havia me tocado, que só almoçávamos na sala de estar em datas especificas. Papai era realmente... Antiquado?  Talvez, essa fosse á palavra. Não sei ao certo, mas gostava das coisas assim.

Joe’s POV
           Cheguei em casa e estacionei o carro na frente de casa, saí do mesmo
e o tranquei com o alarme. Caminhei até a porta, tirando a chave do meu bolso e colocando na fechadura, girei e em seguida abri a porta. Fiz o mesmo processo para fechar. Fui até a cozinha e ali estava minha mãe, fazendo o almoço. Ela estava escutava uma música calma, enquanto fazia o almoço. Ela estava triste, eu sabia disso. Larguei a mochila na porta da cozinha e caminhei até minha mãe. Aproximei-me dela e lhe abracei por trás, lhe dando um beijo na bochecha.
- Denise: Olá, querido! – Falou e sorriu.
- Joe: As coisas estão ruins entre vocês, não é? – Perguntei, mas eu sabia a resposta. Eu e minha mãe, éramos muito amigos. Ela sempre conversava comigo e eu tentava ajudar ela, no que podia. Ás vezes até, me metia a dar conselhos, que poucas vezes foram seguidos.
- Denise: Estão, querido... – Falou tristonha. – E talvez não melhorem...
- Joe: Você sabe o que tem que fazer... – Falei simples. Á alguns dias atrás conversei com minha sobre divórcio. Eu tinha plena consciência que a minha família não era perfeita, aliás, estava longe disso. Sabia que se minha mãe continuasse insistindo, iria se magoar mais do que o necessário e isso eu não queria. Eu amava minha mãe, já meu pai, eu não sabia o que sentia em relação á ele. Eu sabia que sentia raiva, por ele ser tão irracional e não perceber o quanto está fazendo minha mãe sofrer, o quanto está afetando Nick, mas também sentia um pouco de dó, talvez esta não seja a melhor palavra se usar, mas diante as circunstâncias, era o que tinha. Enfim, talvez, eu sentisse dó por ele não saber o que esta fazendo, por estar perdido.
- Denise: Eu já falei com um advogado... – Falou e soltou um suspiro pesado. Arregalei meus olhos. Não sabia que ela faria isso, sem antes falar comigo. – Mas não é nada de certeza. Primeiro eu quero que ele venha em casa, para nós conversarmos melhor.
- Joe: Tudo bem... – Desta vez, eu que suspirei pesado. – Ah, tenho uma noticia para te dar! – Falei e sorri.
- Denise: O que, filho? – Perguntou curiosa.
- Joe: Demi aceitou vir jantar aqui sexta-feira! Eu aproveitei e convidei ela para dormir aqui, tudo bem pra você? – Perguntei. Desfiz o abraço.
- Denise: Tudo ótimo! Vou até ver o que vou cozinha sexta-feira. Nick podia trazer Miley, não é? Quem sabe se você conversar com ele, Joe... – Sugeriu. Ela se virou de frente, estava me olhando.
- Joe: Tudo bem, eu falo com ele. Mas olha, já vou avisando que não garanto nada. – Falei divertido.
- Denise: E me conta, como o Patrick reagiu ao saber que você e a Demi estão juntos? – Perguntou.
- Joe: Ele ficou enciumado, mas eu acho que com o tempo eu consigo amansar a fera. – Falei divertido. – Afinal, eu consegui amansar a Demi, o pai dela deve ser fichinha. – Falei e nós rimos.
- Denise: Só você mesmo, Joseph! – Falou, ainda rindo. – Ah, Nick está lá em cima, já conversa com ele.
- Joe: Certo, mas antes vou tomar banho e trocar de roupa. – Falei, já saindo da cozinha.
Juntei minha mochila do chão e subi a escada, caminhei até meu quarto, passando pelo quarto de Nick e escutando ele ouvir Starlight do Muse, ele também cantarolava a música. Estava feliz. Entrei em meu quarto e coloquei minha mochila do lado da cama. Fui até o closet e peguei algumas roupas e fui tomar um banho.
----X------
Eu sei que eu demorei para postar, mas era por contas das minhas provas e tenho a felicidade de dizer a vocês que, todas elas acabaram, agora é só esperar pelo resultados. Se vocês comentarem como sempre, vou postar o mais rápido que conseguir. Beijos e obrigada por terem paciência <3 6 comentários

8 comentários:

  1. OIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoiOIoi

    ResponderExcluir
  2. Perfeitooooo, amo sua fic <3

    ResponderExcluir
  3. Amei!
    Joe tá saindo um namorado melhor que a encomenda. muito fofo. Quero um desse. Kkkkk

    Postaaa mais pleaseee

    ResponderExcluir
  4. joe ta sendo um otimo namorado,
    tomara q ele continue assim.<3

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Vi que é seguidora do blog da Diana (DSP), Encontro com o 666. Foi criado um clube de fãs para ela.
    Se quiser, torne-se seguidora e se puder, leia os posts.
    http://dianadspfas.blogspot.pt/
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  6. Hey você poderia dar uma passadinha na minha fic e dizer o que você acha e me ajudar a divulgar??
    http://ihateyoudontleavemejemi.blogspot.com.br/
    Agradeço desde já :D

    ResponderExcluir