"Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então, você encontra uma pessoa, e a sua vida muda. Para sempre."
(Love & Other Drugs)

PROCURAR CAPÍTULO

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Capítulo 93: Quem cuidará de Demetria?

Capítulo Anterior:
Suspirei contente e um sorriso se abriu em meu rosto logo em seguida. Estava feliz e esperançosa por finalmente ter começado minha fisioterapia. Estava feliz por ter Nicholas ao meu lado. E estava mais feliz por ver que as coisas estavam finalmente dando certo.



Nick’s POV

Assim que deixei o quarto de Demetria, caminhei lentamente pelo corredor até a escada; desci a escada rapidamente afim de seguir meu caminho para fora da casa e evitar Dianna. Ainda não queria falar com ela e sabia que se o fizesse não seria nada bom para mim, para ela e muito menos para Demetria. Finalmente agora que ela parecia animada com tudo, não podia fazer algo que deixasse minha menina triste.

Porém, como o destino gosta de rir da minha cara, no momento em que eu coloquei minha mão sobre a maçaneta da porta para sair, ouvi aquela voz muito bem conhecida me chamar e em seguida Dianna apareceu limpando as mãos num pano de prato.

- Não quer ficar para o jantar? – Perguntou simpática.                         
- Preciso trabalhar, não tenho tempo. – Respondi sem encara-la.
- Só queria que você soubesse que agradeço por tudo isso que está fazendo por Demetria. – Falou de repente. Ri sarcástico e a encarei.
- Não estou fazendo nada disso para você, por você ou para que você agradeça. Estou fazendo isso por ela, Demetria. Porque a amo e quero vê-la bem. – Retruquei ríspido.
- É, eu sei. Ou pelo menos acho que sei. Tenho conversado sobre isso com Demetria, sobre a relação de vocês e estou disposta a tentar aceitar... Quer dizer, estou disposta a ir aos poucos. – Falou calma. Ela realmente parecia sincera.
- Dianna, me poupe dos seus discursos. Você fala isso agora que Demetria está nesta situação, mas e depois? Se pensa que vou me afastar de Demetria, quando ela melhorar, você está muito enganada. Porque eu realmente não vou. Eu a amo e nem que eu tenha que esperar ela se tornar legalmente maior de idade para ficarmos juntos, eu esperarei. Não deixarei que você faça o que fez com nós novamente. – Falei frio, encarando-a seriamente.
- Eu acredito que você irá espere-la. De verdade, acredito. – Falou calma, mas convicta. Ela não se abalou em nenhum momento com o que eu disse.
- Ótimo. Boa noite. – Falei e abri a porta.

Saí da casa, fechando a porta atrás de mim e não olhei para trás em momento nenhum. Caminhei em direção ao meu carro, onde destranquei a porta e entrei no mesmo, colocando a chave na ignição e dando partida.

O trânsito até minha casa foi um inferno por conta do horário, o que acabou me deixando ainda mais irritado do que já estava. O que me irritava era a atitude de Dianna – e um pouco da minha também. Ela falava com tanta sinceridade e eu realmente estava me odiando por não saber se deveria ou não acreditar nela. Não sei se é apenas uma fase por causa do momento em que todos nós estamos vivendo ou se ela realmente está sendo sincera. Mesmo com Demetria me dizendo que ela estava disposta a nos aceitar, eu não conseguia acreditar. Depois de tudo o que aconteceu seria difícil para eu acreditar nela novamente.

Pensar em Dianna desta maneira me faz com que eu me sinta estranho e entristecido, pois Dianna era uma das poucas pessoas em que eu mais confiava. Eu a considerava parte da minha família e agora tudo o que eu consigo sentir por ela é ódio, revolta. Um sentimento terrível de rancor, que eu desejo arrancar de mim mais do que qualquer coisa, mas simplesmente não consigo. Só de pensar em tudo o que eu e Demetria passamos, tudo o sofremos, isso me deixa com raiva. Lembrar que Demetria estava grávida de um filho meu, mas acabou perdendo-o por causa da ignorância de Dianna, por medo de contar a verdade á sua mãe e ser rejeitada. Tudo isso me deixa com raiva. Minha mente se tornou uma bagunça, um completo caos; uma mistura de ódio e revolta e a única coisa que me traz paz, aliás, a única pessoa que me traz paz é Demetria e eu mal posso vê-la. Aceitei vê-la para sessões de fisioterapias para que nós pudéssemos passar mais tempo com ela, mas isso acaba consumindo minhas energias, pois eu preciso trabalhar o dobro.
O meu único e verdadeiro desejo agora é ver Demetria cem por cento boa, para que nós possamos ficar juntos e em paz. Sem Dianna ou qualquer outro problema querendo acabar com a nossa relação.

Cheguei ao meu prédio e estacionei meu carro na minha garagem interna. Saí do carro, trancando-o e segui meu caminho até o elevador, onde entrei e apertei o botão de minha cobertura.

O elevador parou onde eu queria e saí; abri a porta e entrei. Estava tudo em silêncio, acho que Edith já havia ido embora. Sua filha tinha ficado doente novamente e eu dei permissão a ela para que saísse mais cedo para cuidar da garotinha.
Caminhei em direção á cozinha, onde entrei e fui até o micro-ondas, abrindo-o e vendo que tinha uma maravilhosa lasanha. Fechei a porta do micro-ondas e programei-o para esquentar a comida, enquanto a comida esquentava enchi um copo com limonada, bebendo um grande gole e voltando a encher novamente. Assim que o micro-ondas apitou, informando que a comida já estava pronta, abri o mesmo e peguei meu prato com lasanha.

Peguei talheres e me sentei na banqueta de frente para o balcão de mármore, onde deixei meu prato e copo. Quando engoli o primeiro pedaço de lasanha meu estômago agradeceu por eu finalmente estar comendo. Estava tão preocupado com Demetria e a empresa que acabei esquecendo de cuidar de mim mesmo e isso não pode acontecer, pois se eu ficar doente quem cuidará de Demetria? Quem cuidará da minha empresa do jeito que eu cuido?

Comi mais três pedaços grandes de lasanhas, deixando o enorme prato de vidro quase vazio, e me senti totalmente satisfeito e revigorado. 

Deitei-me em minha cama e senti meus músculos amolecerem, fazendo todo meu corpo relaxar. Só agora pude perceber o quão tenso eu estava. Estava pressionando eu mesmo e isso não podia ocorrer. Tudo o que precisava agora era uma boa noite de sono e, com certeza, estaria cem por cento para o dia de amanhã. 

________________________________________
Tive muitos imprevistos e não pude postar os capítulos nos dias que queria, assim como não tive tempo pra escreve-los. Depois que eu finalmente me formei e entrei, de fato, em férias tirei um tempo pra mim e dei um tempo na escrita - confesso até que realmente abandonei o blog e cogitei a ideia de não terminar TWC, mas acabei não fazendo-o. Nesses últimos dias tenho focado em escrever Connected, que é o que está mais me prendendo, mas terminarei, sim, TWC. Semana que vem, se eu tiver escrito tudo, posto os dois últimos capítulos e daí em diante o blog estará inativo. O capítulo está curto, mas espero que gostem. Beijocas! 

16 comentários:

  1. Oi, Com o blog inativo as fictions antigas vão permanecer no ar claro mas como vão ficar incompatible e burning bright.. as duas vão ser postadas no spirit? E vc tem algumas noção da quantidade de capítulos de cc bb e inc?
    Ass.: Cys

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquele momento de perda de dignidade onde vc implora pra sua fic-writer favorita postar os últimos capítulos da série pela qual você é apaixonada.. sério Paulinha poste logo q ja 1 fuc**** mês.. achei q quando voltasse a postar cc e misunderstood terminaria twc :( só quero respostas :|
      Mudando o assunto rapidinho eu tô amando os favs q vc ta ganhando e os comentários de verdade além de posta logo kk sério fico muito feliz e orgulhosa (se me permite) me responde muié! kk enfim é isso e beijos.
      Ass.: Cys

      Excluir
  2. Ual, estou chorando de emoção. Não vejo a hora de acabar twc, quero muito saber o final. E quando cc estava ficando boa, você parou. Anciosa pela continuação. Bjos Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não parei não. Eu parei de postar os links aqui, mas já voltei a postar no Spirit.

      Excluir
  3. Voltooooooooooooooooou *-*

    ResponderExcluir
  4. Voltooooooou, uhuuul ♡♡

    ResponderExcluir
  5. Acabar com o blog? Mas por que? Não, não faz isso comigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou parar de postar, mas o blog vai continuar aqui pra quem quiser reler as fanfics. Postarei apenas no Spirit.

      Excluir
  6. Aí, obrigada por avisar. Vou tentar abrir a conta lá pra poder comentar. Amo cc, beeijos Mila

    ResponderExcluir
  7. Cadê a final da fic?

    ResponderExcluir
  8. Poxa, cade o final? Acompanhei a fic desde o início, mas fiquei sem saber como acabou D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É. Infelizmente estamos todos aguardando

      Excluir
  9. Por que vc exclui a fic lá em eu amava sua fic

    ResponderExcluir
  10. UE, acabou cc? Poxa gostava tanto

    ResponderExcluir